Bem-vindo ao portal do Município de Três Coroas | segunda-feira, 8 de agosto de 2022
Prefeitura Municipal de Três Coroas - RS

Telefone

51 3546.7800

Localização

Três Coroas RS

Usina de Lixo de Tres Coroas agrada a ambientalistas

16/06/2009 | Geral

Com reformas recentes, local passará a ser modelo em destinação de resíduos.

Considerada por especialistas como um dos mais sérios problemas ambientais da atualidade, a destinação final de lixo tornou-se motivo de dor de cabeça em qualquer lugar do mundo. E a situação se agrava com as transformações sociais; o rápido crescimento da população e as mudanças nos hábitos de consumo resultam em óbvio e considerável aumento na produção dos resíduos urbanos.

No Vale do Paranhana, os 23 mil três-coroenses contam com um sistema completo de coleta e tratamento, que pode servir como “um modelo para outros municípios do país”, afirma Leandro Batista Yokomizo, técnico do Ministério do Meio Ambiente (MMA) que esteve na última semana averiguando o funcionamento da Usina de Lixo de Três Coroas.

Localizada na Linha 28, no alto do Morro Ceroula, a usina teve que passar por reformas para que pudesse se enquadrar nas leis estabelecidas pelo MMA e pela Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam), que também esteve representada durante a inspeção. De acordo com o secretário municipal de Agricultura e Meio Ambiente, Claudiomiro Forti, a impressão causada nos técnicos foi boa: “Eles ficaram admirados com o que nós fizemos aqui”, conta Forti. Sobre os critérios, dois aspectos principais foram considerados: a parte ambiental, avaliando a estrutura de funcionamento e a parte social, levando em conta as condições do ambiente de trabalho dos funcionários.

Atualmente, a usina conta com central de triagem, área com maquinários – onde o lixo orgânico é peneirado –, um local coberto para compostagem, áreas de seleção, prensa e de depósito para o lixo seco. A estrutura, além de ser suficiente para a perfeita execução dos processos de destinação dos resíduos, conta também com refeitório e vestiário para os trabalhadores.

O secretário salienta que atingir esse resultado demanda muita dedicação e esclarecimento. “Nós buscamos informações sobre o que tínhamos que fazer. Corremos atrás da própria Fepam e de outras prefeituras para ver o que estava sendo feito. Com isso pronto, precisamos dar um passo adiante”, disse Forti, declarando que este passo será o de começar a projetar um sistema de coleta seletiva eficiente no município.

Futuro

Atuando como Procuradora do Município, Mônica Henrique Cardoso acompanhou a visita dos técnicos da Fepam e do MMA, especializado em ambiente urbano, Leandro Batista Yokomizo. Ela afirma que no momento da visita, Yokomizo se mostrou bastante satisfeito com o que viu e que não apontou qualquer irregularidade no projeto. No entanto, salienta, um parecer formal deverá ser emitido pelo MMA e cerca de 30 dias.

Por fim, tanto secretário quanto procuradora concordam que o valor e o tempo investidos no projeto devem refletir em mudanças futuras. Sendo assim, a Prefeitura deverá trabalhar a idéia de ampliar o campo de atuação para atingir também a educação, usando a área como um centro de ensino ambiental. “Tudo será feito para que a usina não apenas cumpra sua função de tratar dos resíduos, mas que se torne uma referência em educação ecológica”, afirmou o prefeito Rogério Grade, ao esclarecer que o objetivo primordial da proposta é ampliar a consciência da população sobre a questão ambiental e os cuidados com o lixo.

Reciclagem

Em Três Coroas, todos os dias, cerca de dez mil quilos de lixo são coletados. Quando chegam à usina, os sacos contendo todo o tipo de resíduo são separados por funcionários da empresa Cone Sul – uma firma terceirizada responsável também pela reciclagem e transporte dos resíduos até o destino final. Oito pessoas trabalham no local, além dos operadores de máquinas da Prefeitura e dos agentes de coleta.

Passando por uma esteira, o lixo orgânico é separado do seco. Após ser prensado por máquinas, o material seco é transformado em grandes blocos de latas, garrafas ou papéis. O material orgânico, no entanto, passa por um processo muito mais complexo. Primeiro, um grande cilindro vazado peneira o material. O que resultar disto será usado no trabalho chamado compostagem. Este consiste na transformação do rejeite orgânico em adubo. O processo biológico dura, no mínimo, 60 dias, em que o resíduo fica protegido da umidade para facilitar a ação dos microorganismos na decomposição.

Finalmente, após cerca de dois meses, o material da compostagem se transforma no composto (um material semelhante ao solo) pode ser pode ser utilizado como fertilizante. Esse composto substitui com maior economia e eficiência o chamado composto químico, adquirido por altos preços no comércio. Em Três Coroas, a Prefeitura aplica o composto nos canteiros distribuídos pela cidade, ou o troca por mudas de outras plantas.

Últimas Notícias

Vagas no Sine de Três Coroas!

Vagas no Sine de Três Coroas!

Confira as vagas disponíveis no Sine. Trabalhador polivalente de calçados / Auxiliar de corte em calçados / Revisora de solados / Operador de injetora / Operador em indústria têxtil / Auxiliar de eletricista/hidráulica / Técnico em segurança do trabalho / Auxiliar de...

ler mais
Cronograma de podas!

Cronograma de podas!

Pedimos a colaboração de todos para que não depositem entulhos e restos de podas fora das datas de recolhimento. Com o empenho de todos, nossa cidade ficará mais limpa e bonita.

ler mais
As mudas chegaram!

As mudas chegaram!

As mudas que foram encomendadas pelo programa de subsídio de mudas para os agricultores chegaram e estão disponíveis para retirada amanhã, dia 05, das 9h até às 16h. Caso seja necessário, será realizado a entrega no sábado, 06, pela manhã. Lembrando que se tratam das...

ler mais